O Circo

(The Circus, 1928. Direção: Charles Chaplin. Com Charles Chaplin, Merna Kennedy, Al Ernest Garcia e Henry Bergman. Comédia)


Sinopse: O vagabundo Carlitos é confundido com um ladrão de carteiras e acaba indo parar em um circo, onde é explorado pelo dono. Ele se apaixona pela equilibrista ao mesmo tempo em que consegue ser a atração principal do show.


Comentário: Não é o melhor filme de Chaplin, mas é o que ele tem mais chance de mostrar toda a sua habilidade com malabarismos, fugas e alguns truques bastante perigosos, como a cena em que ele é trancado acidentalmente em uma jaula com um leão. Chaplin ganhou um Oscar especial pela realização desse filme.

 

Nota: 5 de 5

Cloverfield - Monstro

(Cloverfield, 2008. Direção: Matt Reeves. Com Michael Stahl-David, Mike Vogel, Lizzy Caplan e Jessica Lucas. Suspense).


Sinopse: Em Nova iorque alguns amigos preparam uma festa pra um deles que vai morar no japão, mas um barulho os fazem sairem dali, e percebem que a cidade está sendo atacada por um gigantesco monstro.


Comentário: Produzido por J. J. Abrahams (o criador da série Lost e do sucesso Star Trek), esse filme é uma boa surpresa para quem procura por uma diversão acelerada e cheia de sustos. Tudo é visto pela câmera de um dos personagens.

 

Nota: 3 de 5

A Morte Pede Carona

(The Hitcher, 1986. Direção: Robert Harmon. Com Rutger Hauer, C. Thomas Howell, Jennifer Jason Leigh e Jeffrey DeMunn. Suspense)

Sinopse: Jovem de passagem por uma cidade, vê um homem em uma estrada e lhe dá carona. Porém, mal sabia ele que aquele sujeito é um assassino que mata motoristas por onde ele passa.

Comentário: O melhor momento de Rutger Hauer, em um filme tenso no qual mesmo sendo um vilão frio e cínico, consegue ser infinitamente melhor do que o herói feito pelo fraco Howell. Há referências mitológicas como na cena das moedas. Um filme que se destaca por ser realmente amedrontador.

Nota: 4 de 5

 

Minority Report - A Nova Lei

(Minority Report, 2002. Direção: Steven Spielberg. Com Tom Cruise, Colin Farrell, Samantha Morton e Max Von Sydow. Ficção)

Sinopse: No futuro, os crimes podem ser previstos e assim, consequentemente evitados. Mas o líder dessa equipe descobre que ele mesmo vai cometer um crime. Então ele começa a ser perseguido e só lhe resta fugir e ir atrás de respostas pra o que de fato está acontecendo.

Comentário: Baseado em livro do conceituado escritor Philip K. Dick (o mesmo de Blade Runner e O Vingador do Futuro), esse é um dos melhores filmes de ficção científica do século passado. Movimentado, inteligente e intrigante, traz Tom Cruise como o líder foragido, em sua primeira parceria com Spielberg. Imperdível.

Nota: 5 de 5

 

Rede de Intrigas

(Network, 1976. Direção: Sidney Lumet. Com: Faye Dunaway, William Holden, Peter Finch e Robert Duvall. Drama)

Sinopse: Apresentador de telejornal surta ao vivo durante exibição de seu programa, ameaçando se matar. Uma editora resolve usá-lo pra aumentar a audiência. Mas um experiente colega não apoia essa idéia e ameaça largar tudo.

Comentário: Uma crítica feroz ao sensacionalismo da TV, com todas suas manipulações e esquematismos. Um dos melhores filmes do veterano Lumet, vencedor dos Oscars de roteiro original, ator (Finch, Falecido após as filmagens), atriz (faye) e atriz coadjuvante (Beatrice Straight). Pra ver e rever.

Nota: 5 de 5

 

Up - Altas Aventuras

(Up, 2009. Direção: Pete Docter, Bob Peterson. Vozes de Edward Asner, Christopher Plummer e Jordan Nagai. E na versão brasileira: Chico Anísio. Animação).


Sinopse:
Um homem de 78 anos de idade tenta se livrar de perder sua casa e a amarra em balões. Quando está voando, descobre que um garoto inquieto de 8 anos está ali também. Eles vão pra América do Sul onde irão viver perigosas aventuras.

Comentário:
Animação da Pixar que ficou entre os dez finalistas ao Oscar de melhor filme, levando os prêmios de animação e trilha sonora. É um belo trabalho de produção, com uma história envolvente e emocionante. Não está no mesmo nível do ótimo Wall-E, mas diverte bastante.


Nota: 4 de 5

Um Olhar do Paraíso

(The Lovely Bones, 2009. Direção: Peter Jackson. Com Mark Wahlberg, Saoirse Ronan, Stalley Tucci, Rachel Weisz. Drama).


Sinopse: Adolescente de 14 anos é assassinada. Do céu ela observa as reações de sua família, amigos e do próprio assassino. Aos poucos as pessoas que a amavam vão tentando se readaptar a essa nova realidade, enquanto ela vai tentando se conformar com a nova vida.


Comentário: Filme do diretor de Almas Gêmeas e da trilogia O Senhor dos Anéis que foi mal recebido pela crítica e público. Exagero à parte, não é esse desastre todo que falam por aí. Tem um clima de solidão e perda, e o talento da menina Saoirse. Faltou mais emoção e objetividade. Ficando tudo num meio termo.


Nota: 3 de 5

O Matador

(The Gunfighter, 1950. Direção: Henry King. Com Gregory Peck, Millard Mitchell e Karl Malden. Western).


Sinopse: O pistoleiro mais rápido do mundo chega a uma pequena cidade em busca da mulher e filho, tentando levar uma nova vida de paz e sossego. Mas alguns homens pra se tornarem famosos o desafia a duelos, fazendo de sua vida um verdadeiro tormento.


Comentário: Obra-prima do gênero faroeste, no momento em que nascia o western psicológico, com temas que mostravam que não era preciso apenas ser rápido no gatilho, mas também encarar uma sociedade cheia de segredos e complexidades. Peck está ótimo como o pistoleiro que tenta mudar de vida mas se vê sempre à somba de seu passado cruel.


Nota: 5 de 5

[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]



Meu Perfil
BRASIL, Nordeste, VITORIA DA CONQUISTA, Homem, de 36 a 45 anos, Portuguese, Cinema e vídeo, Livros, Informática